sábado, 20 de novembro de 2010

National Kid - criado para vender TV


Com fim da década de 50, os japoneses perceberam do que as crianças gostavam e o que atraia ao consumo. Dessa forma, como a televisão passou a ser um produto desejado por todos a ideia da  fábrica de eletrodomésticos National Electronics Inc., atual Panasonic, para alavancar as vendas de seus aparelhos de televisão foi bem simples, ao aproveitar a onda que se iniciava como grande filão da época, Tokusatsu estilo live-action, foi encomendado para a fábrica em 1960 um super herói.

Com o objetivo de fazer propaganda para ajudar nas vendas dos televisores e demais produtos eletrônicos da marca National (eu tive um, rs rs rs), o mangaka Daiji Kazumine criou nada mais e nada menos que o super NATIONAL KID  / Nashônaru Kiddo (Nacionaro Kido),  um super herói capaz de voar, lutar contra terríveis inimigos, pela paz do nosso planeta Terra, pois possui super poderes especiais. E por ter tal objetivo, os atores, em sua maioria, eram iniciantes e bem amadores... as gravações dos episódios foram todas em preto e branco. Exibida no Japão de 4 de agosto de 1960 a 27 de abril de 1961. Foi produzida pela Toei Company e exibida pela NET (atual TV ASAHI - link no rodapé do Blog), o sucesso não foi o esperado lá, mas acabou surpreendendo o produtor a popularidade alcançada aqui no Brasil.

Detalhe de produção

Vale lembrar que dessa vez o personagem nascia para a TV e não para o Mangá, como aconteceram com outros heróis. Os produtores de National Kid são considerados hoje os primeiros a criarem o merchandising para a TV.

Em sua exibição aqui no Brasil podíamos escutar o locutar recitar o seguinte lema:

"Mais forte que as armas científicas atuais... Supera o impossível!
Domina o mundo da quarta dimensão... e luta pela Paz e pela Justiça do Mundo... Nacional Kid!" 

Isso mesmo... National Kid, aqui virou Nacional Kid pela dublagem! rs rs rs Dito o lema entrava a musiquinha tema do herói. Letra da Música Masayoshi Onuki / Composição: Masami Sano / Música: Victor Coro das Crianças.


Percebam que nessa abertura o super herói costumava voar em volta dos outdoors dos produtos da fábrica da National, nos episódios percebemos as propagandas quase quem em 100% de sua produção, tais como eram utilizadas lanternas, arma de raios Eroruya  e entre muitos outros produtos da marca pelo National Kid, uma forma de fazer merchandising bem minuciosa. National Kid era um verdadeiro garoto-propaganda de sua época! Ainda nesse herói também podemos notar uma forte influência do SUPERMAN.

 

Qual era a história?

National Kid voava no espaço vindo da sua terra natal Andrômeda quando percebeu uma grande nave espacial indo em direção ao planeta Terra e resolveu ir também para saber do que se trataria. Ao descobrir que eram os Incas (talvez o produtor da série quis dizer que seria uma mesma civilização Inca que existiu na terra) do planeta Vênus que vieram para tomar o planeta porque os humanos haviam construido a bomba atômica, resolveu ajudar contra este e outros ataques que estaria por vir ao longo das séries.

Vestido com roupa espacial, capacete, máscara, capa, luva e com uma grande letra "N" estampado no peito, nosso herói salvava a todos e era auxiliado (ou atrapalhado) por vários personagens. O que caracterizava este super-herói era o seu modo de voar. Diferente do Super-Homem, ou qualquer outro, ele voava com os braços abertos. Com duas pistolas que emitiam apenas um tipo de luz, colocava fora de combate os seus adversários. Suas lutas corporais com seus adversários eram verdadeiras danças, e ele é um dos precursores das lutas marciais vistas hoje nos filmes do gênero.

Curiosidade sobre os personagens

Bem, Massao Hata era um pacato professor japonês que possuia uma identidade secreta, ele era o National Kid, tutor das seguintes crianças: Gôro, Kura, Yukio, Kioko, Tomohiro e Tiako (que por ser a mais velha tomava conta da casa e dos menores) que nunca desconfiaram de sua outra identidade, a qual só foi revelada no final da série. A história ainda contava com as participações do cientista Dr. Mizuno e o delegado Takakura com seu assistente Hizako, personagens um pouco atrapalhados e divertidos.

National Kid foi vivido por dois atores, Ichiro Kojima que iniciou o seriado, substituído por Shiutaro Tatsumi a partir da história "O Império Subterrâneo". Desconheço os reais motivos dessa substituição, contudo não abalou o sucesso do personagem.
História dividida em 4 fases (Obs. contém SPOILERS)

Ao todo foram 39 episódios organizados em quatro fases:

1ª fase - Os Incas Venusianos (13 episódios)

Primeiros inimigos que apareceram. Contava a história dos seres de orelhas ponteagudas que se vestiam com um traje na cor preta e que possuia a letra "Z" estampada na camisa, os quais obedeciam as ordens da Imperatriz Aura. Dessa fase, uma característica marcante que faz a série ser lembrada até hoje é a forma de saudação utilizada para se referirem ao Grande Deus deles: "AWIKA!". Eles voavam pelo espaço elevando os joelhos, o que dava a impresão de que corriam.

2ª fase - Os seres Abissais (9 episódios)

Saindo do espaço vamos para os inimigos dos mares, tais seres andavam a bordo de um submarino monstro o qual tinha o nome de Celacanto, ou Guilton. Tudo indicava que se tratavam de seres das profundezas do mar revoltados com a destruição de seu habitat provocada pelo homem ao poluí-lo com os despejos constantes de destroços e lixos radiativos. Possuiam barbatanas que ao serem balançadas provocavam um terrível terremoto gerado de um maremoto, eles eram governados pelo Nerukon ou Nelkon, um tipo de demônio do Reino Abissal.

3ª fase - O Império Subterrâneo (8 episódios)

Os seres subterrâneos, comandados por Helltar e Hana se associam ao Dr Kuroiva, para obter a fórmula do elemento Cobálcio, que traria poderes aos possuintes.

4ª fase - Os Zarrocos do Espaço / O Mistério do Garoto Espacial (9 episódios)
Seres de narizes finíssimos que comandavam o monstro Giabra. Este só não destruiu as cidades de Tóquio, Osaka e outras menos conhecidas por intercessão do National Kid.

Tarô, o garoto espacial, usando sua nave em forma de ovo, sai de casa em seu planeta natal sem o conhecimento do seu pai e vai visitar o planeta Terra mas é atingido por engano por um foguete lançado pelo Japão que não entenderam o que aconteceu. Com a queda da sua nave, ele fica sem memória e é encontrado pelos detetives mirins (alunos de Massao Hata) que o acudam em casa. O pai de Tarô, recebe a visita do Dr Kuroiva que o engana dizendo que o choque com o foguete foi um ataque terrestre contra seu filho. Irado, ameaça destruir a Terra começando por Tóquio. Seu filho que tinha recuperado a memória, ficou amigo dos detetives mirins e tenta se comunicar telepaticamente com seu pai mas em vão. No dia em que a nave do seu pai iria destruir a Terra, Tarô e as crianças vão caminhando de mãos dadas em direção a nave que havia pousado antes. O pai de Tarô percebe que o filho está entre eles e suspende o ataque até a chegada das crianças que o convence que os terráqueos eram boas pessoas. Assim Terra é salva e quando a nave vai embora, lança um poderoso raio em direção a nave do Dr Kuroiva que tinha acabado de assumir tudo por motim mas é destruído logo em seguida. Tarô volta em segurança ao seu planeta em sua nave em forma de ovo agradecendo a ajuda que teve dos detetives mirins. No fim desta história, Massao Hata revela a sua identidade secreta e com a missão cumprida volta para Alfa-Centauro mas não sem antes deixar uma mensagem de paz e otimismo.

Exibição aqui no BRASIL


Em terras tupiniquins, tivemos National Kid exibido no período de 1964 a início dos anos 1970, só saindo do ar no período do REGIME MILITAR (época da censura) proibindo-se a transmissão de todos os heróis que possuiam efeitos especiais em voar. Voltando depois a ser exibido em períodos distintos nas décadas de 80 e 90.


Ainda hoje National Kid é lembrado aqui como um dos grandes clássicos do Gênero Tokusatsu.

Atualizado em 20/11/2010, às 21h02.
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

2 comentários:

  1. chegou a passar em uma emissora de TV os episodios de Nacional Kid, não lembro qual agora

    ResponderExcluir
  2. Bem legal seu post Tati! =)
    Uma curiosidade:Incas venuzianos foi o nome dado aqui no Brasil para esses caras, ninguém sabe qual é o nome mesmo deles.
    Eu não sabia que ele foi feito pra vender TV, eu sabia que era garoto propaganda da National (panasonic atualmente) e foi criado pra vender tudo da empresa e tal! ;**

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante! Compartilhe conosco suas ideias! O Blog Tatisatsu agradece...