domingo, 13 de novembro de 2011

Alexandre Nagado - uma pessoa admirável


Revista Herói nº 1
O ano, se eu não me engano, era 1994, nessa época assistia na Rede Manchete: Winspector e Patrine, na Record reprisava os Flashman. Os tokusatsus (seriados japoneses como eram denominados naquela época) pareciam ganhar uma nova força depois do estrondoso sucesso que foi nos anos 80, com isso surgiu, acredito eu, a primeira revista que se especializava em diversos assuntos ligados a entretenimento na TV de forma geral, incluindo animês e tokusatsus (acho que foi na Herói que vi esse termo pela primeira vez), revista Herói, a revista de número 1 trazia na capa o Seiya (de Pégasus) do animê que virava febre, Os Cavaleiros do Zodíaco, e a seguinte frase: "Edição de Colecionador" e por muito tempo a colecionei, pois todas as informações, curiosidades e matérias, nelas publicadas, eram surpreendentes, verdadeiras novidades e relíquias. Contudo mais forte do que a minha admiração pela revista, era a minha admiração por dois rapazes que costumavam assinar as matérias sobre meus heróis japoneses, seus nomes: Marcelo Del Greco e Alexandre Nagado. Gostava tanto das matérias que acabava escrevendo cartas enormes para a revista e, por incrível que pareça eram publicadas.

Aquele era um período que a cada edição que lia mal esperava para ler a próxima. Infelizmente, depois de algum tempo os heróis japoneses (dos seriados/tokusatsu) foram perdendo espaço na TV aqui no Brasil, então foi a vez dos animês mostrarem todo o seu gás. A revista acabou passando por diversas mudanças, novas revistas entraram no mercado como foi o caso da Henshin. Depois houve um breve momento que perdi tudo isso de vista e só reencontrando algum tempo mais tarde! 

Minha admiração por tokusatsu estava adormecida, mas com os estímulos certos e um deles foi "reencontrar" o Alexandre Nagado (agora como Blogueiro), fez despertar em mim o verdadeiro amor que sinto por tais produções. Percebi que suas postagens continham os mesmos elementos que me fizeram desejar escrever sobre tokusatsu (quando lia as matérias das revistas na adolescência), a tempos atrás: respeito, conhecimento, clareza, objetividade, mas o mais importante tinha um direcionamento buscando informar e ao mesmo tempo proporcionava ao leitor um pensamento crítico sobre o assunto abordado. Os elementos se mantinham intactos!
Esse meu desejo apesar de adormecido, apresentava-se latente e feroz ao mesmo tempo, pronto para despertar, e foi em setembro do ano passado, após escutar o Senpuucast 33, o qual trazia uma mega entrevista com o admirável Alexandre Nagado, senti que eu também poderia fazer a minha parte, não sabia ao certo o quê ainda. Nessa época também já tinha experimentado escrever um texto para o Portal Tokusatsu - TOKUSATSU: uma visão além do alcance - texto esse que por sinal foi bem elogiado pelos amigos mais próximos, aliás um deles, o Ricardols (responsável pela publicação do meu texto lá no Portal Tokusatsu), vivia dizendo para fazer um Blog e tal... e a ele juntaram-se outros amigos dizendo-me a mesma coisa... 

Pois bem, relembrando meus momentos de leitora das revistas Heróis e Henshin, e tendo como uma de minhas fontes inspiradoras os textos do Alexandre Nagado, em 13 de novembro de 2010, acabei postando a minha primeira postagem do Blog Tatisatsu. Hoje, sinto-me extremamente honrada por já ter sido mencionada em seu Blog, isso quer dizer que estou indo bem naquilo que me propus a fazer, então fico feliz! E felicidade maior foi poder contar com a participação dele nas comemorações do Tatisatsu. Talvez ainda tenho muito que aprender e a trilhar... mas, pelo menos tenho a impressão que estou indo pelo caminho certo.

Desfrutem agora da entrevista com o super Alexandre Nagado!

Alexandre Nagado - visão ampliada
NOME COMPLETO: Alexandre Nagado

APELIDO: Nagado, Alê, Xande...


IDADE: 40 anos


CIDADE/ ESTADO: Moro em Ilha Solteira/ SP desde o final de 2009, mas nasci em São Paulo, capital.


PROFISSÃO: Desenhista, redator, quadrinhista. 


Revelação que me surpreendeu
CONTRIBUIÇÃO PARA O MUNDO TOKUSATSU: Creio que minha contribuição para o tokusatsu no Brasil foi ter divulgado informação inédita e de forma pioneira, numa época anterior ao estouro da internet. Isso durante meu trabalho na revista Herói. Além de divulgar séries inéditas, expliquei o esquema dos Power Rangers antes de muita gente e ajudei a tornar conhecidos entre fãs, nomes como Shotaro Ishinomori, Hiroshi Watari, Keita Amemiya, Shozo Uehara, Tetsuo Kurata e muitos outros. Fiz isso também na revista Henshin, no portal Omelete e em muitos outros veículos de mídia. Também desenvolvi trabalhos profissionais ligados a tokusatsu, como os roteiros de adaptações em quadrinhos brasileiros de heróis como Flashman, Maskman e outros, prestei consultoria remunerada (junto com o Marcelo Del Greco) à Glasslite para ajudar o lançamento de Kamen Rider Black RX e Solbrain, escrevi rótulos das embalagens de vídeo do RX, escrevi o álbum de figurinhas do Jiraiya (que só saiu em São Paulo)... Me envolvi nos bastidores de muita coisa que saiu no Brasil em termos de tokusatsu. Em numerosas palestras pelo Brasil sobre cultura pop japonesa, sempre cito o tokusatsu como sendo parte importante, ao contrário da maioria dos colegas da atual geração, que inclui apenas mangá, animê, J-music e cosplay. Até hoje, continuo dando minha contribuição em meu blog, o Sushi POP (www.nagado.blogspot.com ). Mas o principal, em termos de difusão de informação, foi sem dúvida o trabalho na Herói. Sou grato por ter feito parte dessa história. 


Blog Sushi Pop
PRIMEIRO TOKUSATSU: Não lembro o primeiro que vi, mas certamente eu via UltramanUltraseven, Robô Gigante, Vingador do Espaço, Esper...


TOKUSATSU MAIS ENGRAÇADO: Não tenho uma série favorita nesse quesito. Mas apesar dos momentos dramáticos, creio que Cybercop foi a série com os melhores momentos de humor, seja intencional ou involuntário.


TOKUSATSU MAIS DRAMÁTICO: Das séries que acompanhei, foi O Regresso de Ultraman, seguido de perto por Metalder.


TOKUSATSU MAIS EMOCIONANTE: Também O Regresso de Ultraman, mas Ultraseven, Kamen Rider Black e Metalder chegam quase juntos nesse quesito.


TOKUSATSU INESQUECÍVEL: O Regresso de Ultraman, claro. 


TOKUSATSU PARA TODAS AS IDADES: Jiraiya, por equilibrar ação, humor, situações divertidas de cotidiano e personagens simpáticos. Tinha uma trilha sonora bacana, vilões interessantes, boas cenas de luta e muito mais. Jiraiya não é nenhum clássico, mas uma série ótima, coerente, equilibrada e com muitas virtudes, que qualquer um, de qualquer idade, pode assistir e se divertir. 


Família Ultra
GÊNERO PREFERIDO: Ultras. 


EXPLIQUE O MOTIVO DA SUA ESCOLHA ANTERIOR: Os Ultras seguem a tradição de cinema da Tsuburaya Pro. Foram concebidos para serem grandiosos, épicos. Depois de um grande início, viraram sinônimo de mesmice, estagnação. Nos anos 90, voltaram com tudo. Hoje, estão mais restritos a cinema e especiais em DVD/ Blu-ray e assumiram a ponta em termos de tecnologia e qualidade técnica e artística. Seus produtores atuais fugiram das fórmulas e mostraram como a evolução de um gênero pode ser feita de modo a unir qualidade, tecnologia e diversão, com boas histórias. 


Maskman
UMA TOKUSONG QUE MARCOU A SUA VIDA: Acho que nenhuma em especial. Gosto dos temas de Ultraseven O Regresso de Ultraman. Do material dos anos 80, os temas de Kamen Rider Black, Metalder, Cybercop, Jaspion e Maskman eram ótimos.


DEFINA TOKUSATSU: Lembrando que o termo designa "efeitos especiais", tokusatsu é uma ferramenta para ajudar a contar histórias de ficção e fantasia. Histórias que não existiriam sem esses efeitos especiais. Sejam mais artesanais ou sofisticados, os efeitos especiais têm que funcionar pela história e contribuir para sua atmosfera. Não sou entusiasta de tokusatsu em si, e sim de boas histórias e boas aventuras. Se tem monstro, se tem golpe especial, império maligno, se tem pose de transformação, nada disso é mais importante. Quando o tokusatsu serve ao propósito de contar histórias interessantes, alcança seu potencial. O resto é merchandising de brinquedos. 


SE VOCÊ TIVESSE QUE SER UM PERSONAGEM DE TOKUSATSU QUAL SERIA? E POR QUÊ? Certamente seria um Ultra, mas fico entre Ultraseven, Ultraman Jack ou Tiga. 


UM ANO DE TATISATSU, UM ANO DE...  Informação e dicas interessantes sobre tokusatsu com charme e diversão. 


DEIXE AQUI UMA MENSAGENS PARA OS TOKUFÃS DE ONTEM, DE HOJE E DE AMANHÃ: Não tenham preconceito, nem com obras antigas e nem com obras modernas. Se buscarem a essência, fugindo de modismos e coisas superficiais, podem encontrar boas histórias em qualquer gênero, de qualquer época. Ainda assim, vejam os clássicos mais antigos, os originais de cada gênero. Lá estão as bases para tudo o que se faz até hoje. 

---------------
Bem, Alexandre, hoje você pode dizer que tua contribuição é também uma fonte inspiradora, para os fãs de tokusatsu. Suas ações, seus textos, sua postura pode ser o "empurrãzinho" que algumas pessoas estariam precisando para iniciar-se nesse mundo incrível, mas que com certeza não podemos perder o senso crítico e nem o senso de direção. 

Espero de coração que suas palavras continuem libertando alguns sonhos ou desejos adormecidos e que mais admiradores possam ajudar a divulgar o Tokusatsu de forma sadia e prazerosa.

Agradeço-lhe por suas palavras, sua contribuição imensurável e por ser essa pessoa gentil e admirável que é... Sucesso sempre e cada vez mais! Espero que apesar do tempo corrido você sempre possa encontrar um tempinho para nos presentear com belos textos e boletins curiosos! Muito obrigada!
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

3 comentários:

  1. O Nagado é nossa referência na hora de ver tokusatsu com um olhar mais sério, sem dúvida.

    E eu lembro dessa matéria na Heroi "denunciando" (XD) o esquema de Power Rangers, porque foi ela que me fez rejeitar essa franquia de modo irreversível, hehe. Só não lembrava que o Nagado a tinha escrito, muito bom saber!

    ResponderExcluir
  2. Tati, obrigado pelas palavras gentis e toda a consideração pela minha pessoa.

    Espero poder continuar a colaborar com essa área, especialmente no sentido de despertar senso crítico e difundir informação.

    Sucesso pra você e um grande abraço!

    ResponderExcluir
  3. Fico extremamente feliz por ter conseguido resgatar toda a essência, importância, influência e contribuição do Alexandre Nagado para a comunidade Tokusatsu...

    Eu que só tenho a agradecer! Muito obrigada!

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante! Compartilhe conosco suas ideias! O Blog Tatisatsu agradece...