quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Kamen Rider Wizard - Minhas primeiras impressões!

A estreia do Kamen Rider Mago ^_^
Então, assim como fiz com Gokaiger, Go-Busters, Garo... eis que, finalmente, chegou a vez de fazer a postagem sobre as minhas primeiras impressões diante do primeiro episódio de Kamen Rider Wizard. O que para alguns foi fraco, outros apenas bons, para mim, não temo em dizer que, veio na medida exata da minha expectativa, se bem que para dizer a verdade, chegou até a superar as minhas expectativas, em um determinado ponto depois direi porquê! Mas, vamos lá... Kamen Rider Wizard - "Saa... It's Show Time!", finalmente deu o ar da graça, estreou bem e muito bem por sinal, pelo menos em termos de audiência. O 14º Rider da Era Heisei conquistou um fabuloso 7,1% na audiência, tudo bem que não supera a faixa dos 10,0% que Kamen Riders OOO e W tiveram em suas respectivas estreias, contudo vai lembrar que ambos sucederam séries de sucesso vide: W que sucedeu Decade e OOO que sucedeu W. Logo vocês poderão dizer: "Ué, e Fourze, não sucedeu OOO, que tecnicamente foi bem na audiência?" Pois bem, Fourze até que estreou bem sim, mas a série acabou não atraindo o público de todas as idades como ocorreu com os anteriores, mantendo-se fiel mesmo somente o público infantil, logo essa marca de 7,1% Fourze foi ter no episódio 32, e não passou disso, em seu último episódio, o 48, não passou de 5,1%. Mas, diante desses relações com a audiência, há um fato mais importante ainda, Wizard recebeu um investimento para sua estreia muito mais alavancadora do que Fourze, podemos dizer que a Toei está apostando todas as suas fichas em Wizard e dessa forma como a aposta está sendo alta, as chances de fracassar estão bem reduzidas, pois eles sabem em que fracassaram anteriormente, logo não pretendem errar mais uma vez. Normalmente é assim, quando a série anterior fracassa no ibope a próxima passa ser quase um sucesso em termos de audiência. E detalhe: não estou aqui falando em preferências nossas de tokufãs, mas em ibope, lá no Japão. pois, nem sempre o que foi sucesso lá fez sucesso aqui, ou o que adoramos aqui foi sucesso lá. Mas, vamos findar sobre essas questões de ibopes por aqui e vamos ao que interessa... As minhas primeiras impressões! Ah, um aviso mega importante: cuidado com os Spoilers, dessa vez eles são meteóricos. E cuidado com as possíveis decepções de quem espera meu olhar neutro da coisa...

Kamen Rider Wizard começa com a seguinte narração: 

Há muito tempo, magia e ciência trabalhavam juntas em harmonia.
Mas, com o surgimento da civilização, a magia submergiu nas sombras.
Com isso, atualmente...
... um homem usa a magia para deter as forças que a ciência não consegue dominar.
Seu nome é...
Wizard!

Primeiros momentos da estreia na TV
Inicialmente, vou logo mencionar o ponto que superou as minhas expectativas, foi o fato de Wizard já iniciar o 1º episódio como um Kamen Rider com seus poderes, visto que para mim, pelo menos em particular, tinha dificuldades de aceitar o primeiro episódio contando como o novo rider recebia os seus poderes se o mesmo já havia estreado no filme do seu antecessor e vale ressaltar ainda o fato curioso, que foi graças ao Fourze que Wizard passa a denomina-se como Kamen Rider Wizard. Nesse ponto que para mim foi extremamente positivo, Wizard, no caso Haruto já tem sua personalidade e sua história, nada de Rider inseguro ou inexperiente que mesmo iniciando-se como "herói" já sabe lutar e usar seus poderes muito bem. Gostei de ver um Rider que sabe o que está fazendo logo de cara. Ao meu ver Haruto é perspicaz e bem antenado com a sua missão (alguns o verão como sem graça, ou até mesmo esnobe) e ao que parece o seu ponto cômico poderá ser a sua fome exagerada ou até mesmo sua paixão por donuts (aquelas famosas rosquinhas americanas). 

Ver Haruto dialogando com o 'Garuda' logo na primeira cena bateu aquele rápido déjà vu lembrando-me de Kamen Rider OOO e os seus Candroids, ou ainda de Kamen Rider Hibiki e seus Disc Animals. E eu nem imaginava que tais semelhanças com os Riders anteriores não ficaria só nisso... quando Haruto puxa sua moto de dentro do ciclo mágico, e pula em cima dela, expressei um "que da hora, isso"! Ótima ideia! Definitivamente, apoiei o visual da Machine Winger, definitivamente acompanha o estilo do seu novo motoqueiro. E aí, meu déjà vu volta quando vejo uma cena em que tem uma ação de polícia, o último rider a fazer uma abordagem assim na abertura foi OOO, se bem que a cena foi um tanto cômica, mas é válida mesmo assim. Dessa vez, em Wizard, a cena teve mais seriedade com picos de suspense e um pouco de mistério no ar com os ataques de monstros. Ah, mas dessa vez o herói da vez já os conhecia e estava preparado para enfrentá-los! Foi então que Haruto faz a sua entrada triunfal e em sua primeira ação... para tudo... efeito fabuloso das três balas liberadas por sua arma, após um giro completo em ataque ao monstro que dominava a policial Daimon Rinko, acertando um de seus chifres, o que seria a deixa para uma revelação futura. Lembrando o efeito introduzido por Matrix o recurso em CG foi perfeito acompanhando o caminho das balas de pratas, comum a Magos e Feiticeiros. Mas, não esperava menos de tal recurso! Nem para uma série de Rider que exala elementos tecnológicos, com temperos saudosistas. 

Wizard resgata elementos de outros Riders
E foi ao ser atingido pelo ataque em chamas do Monstro que vemos a forma Flame Style de Wizard, pela primeira vez na sua série de TV, e eis quando ela arrasa, ou melhor, esnoba falando a sua frase jargão: "Então,... É hora do show!". Eu achei uma perfeição para o estilo ao qual ele se apresenta... e quando parecia que veríamos a abertura da nova série, eis que mais uma vez sou surpreendida, a abertura é literalmente a primeira cena de ação de Wizard, fazendo jus a frase: SHOW TIME! E com isso os primeiros acordes de "Life is SHOW TIME", sob a agradável interpretação do vocalista da Banda Golden BomberShou Kiryuuin. Com belos e seguros movimentos, Wizard foi soberano em sua apresentação, lembrando-me dessa vez a primeira abertura de Samurai Sentai Shinkenger, onde temos o Shinken Red dando show na sua estreia como o todo soberano daquela linhagem de samurais, tudo bem, isso nem foi coincidência, foi referência mesmo, pois temos como diretor de Wizard o mesmo diretor de Shinkenger, Magiranger, Gekiranger e Gokaiger, aplausos e méritos ao Sr. Shojiro Nakazawa. E se vamos falar nas referências, vamos ao roteirista que se trata do Sr. Kida Tsuyoshi (responsável pela primeira metade de Hibiki, e a quem me surpreendeu bastante na série em questão, pena que ele acabou sendo afastado da série, estou na torcida por ele dessa vez... suplico a Toei, permitam que ele conclua a série dessa vez).

Como disse ao meu amigo Guilherme Kaura, eu até que tento ser uma fã comedida, contudo meu lado passional tende a ser mais forte que eu, logo sou influenciada na maioria das vezes pela minha emoção. Consequentemente, por causa dela acabo sendo traída, mas enfim... é mais forte do que eu. Em outras palavras, adorei ver um Haruto que não hesita, muito pelo contrário que age, não pelo impulso, mas pelo controle de suas ações, é como se ele calculasse todos os seus pontos de sucesso ou fracasso. Além disso, não se preocupou em esconder a sua verdadeira identidade, logo de cara, mostrou quem era e para o que veio. Outro ponto positivo foi demonstrar que realmente conhece quem são os seus inimigos, os Phantoms* ("No mundo há pessoas com potencial mágico, conhecidos como 'Gates', ou no nosso português 'Portas'. Criaturas de pura magia nascem para matar tais 'Gates', de dentro para fora... esses são os Phantoms".), e foi ao explicar para Rinko quem eram eles, que logo tivemos uma rápida apresentação dos seus líderes Phoenix e Medusa, e não é que eles trouxeram-me a lembrança mais uma vez de OOO e seus vilões, os Greeeds em suas apresentações na forma humana e nas apresentações, contudo, ainda não percebi o potencial dos mesmos, pois a aparição foi rápida e superficial, estou curiosa para ver o quanto eles podem ser ardilosos, realmente.

No flashback de Haruto tive lembranças de Kiva
Ponto cômico e crucial foi a prisão de Haruto pela policial Rinko, ele acabou falando demais, ao ver a Koyomi falar para o Sr. Wajima que Haruto havia sido preso, foi hilário. Detalhe: a Koyomi acompanha Haruto por meio de sua bola de cristal. Na prisão, Haruto mostra todo o seu dom "falastrão", não... melhor dizendo, seu dom de usar bem as palavras em benefício próprio, contudo, Rinko-chan mostrou-se dura na queda. Foi em meio a esse diálogo entre Haruto e Rinko que tivemos os primeiros flashback da Cerimônia ocorrida durante o eclipse solar. As cenas foram sombrias e assustadoras! Eis que foi nesse momento que tive lampejos de lembranças para outra série Kamen Rider, dessa vez foi com Kiva.

Uma frase de Wizard chamou a minha atenção, quando ainda preso ele diz o seguinte para Rinko: "Mas, se você acabar perdendo tudo que lhe resta, estarei lá para dar-lhe esperança." Seria essa, então, sua missão? Dar esperança a quem perde? A frase é curiosa e instigante, conseguiu deixar a Rinko desconsertada por alguns segundos. Na cena seguinte o Detetive (Amino) do caso a chama até a sala do chefe da Polícia Metropolitana, a ordem é que ela deixe o caso e finja que nada aconteceu. Não preciso nem dizer que ela reluta! Enquanto isso Koyomi em poder do Unicorn, chega em frente a sede de Polícia em que Haruto está detido. Nesse momento Rinko sai enfurecida da delegacia, passa por Koyomi que a reconhece, mas foi quando o Detetive passa por ela que a mesma sente algo diferente. Para a cena que trouxe um pouco de suspense e tensão no ar um breve alívio cômico, a fome de Haruto o ataca... e nada como ser mago/feiticeiro nessas horas não é? Agora, repare o fato um mago repleto de poderes que não os usa para sair da prisão, mas sim para recuperar a sua rosquinha do dia. Ah, mas a 'boba' aqui riu nessa hora. E antes que ele pudesse continuar a comer sua deliciosa rosquinha... eis quem aparece na cela, o Unicorn (portando um bilhete de Koyomi), ao qual lhe oferece uma mordida em sua rosquinha... é mole? Non sense.

Momentos chaves e revelações
Gostei de conhecer a história de Rinko Daimon logo de cara, o seu amor e sua devoção em servir ao outro foi por influência de seu pai, um policial das antigas, ao que parece. Em seu pescoço repousa saudoso um medalhão com a foto dele, o desejo de Rinko é proteger as pessoas assim como seu pai fez, com tanto amor e zelo. São as lembranças de seu pai que mantém Rinko firme e decidida em suas decisões, dando-lhe a força que precisa para superar as dificuldades, eis que me recordei de uma das primeiras cenas quando o monstro a ataca e ela tenta segurar o medalhão como se isso te desse forças para superar a dificuldade. Percebendo, então, de onde vem a força de Rinko, o outro Detetive arranca-lhe o medalhão... é então que ele revela sua verdadeira face... ele é um Phantom. Notícia dada a Haruto por Koyomi via um bilhete enviado junto ao Unicorn. Foi aí que Haruto decide sair da prisão usando seus poderes... e (num leve toque by Chapolin Colorado e suas pastilhas encolhedoras, impossível não fazer tal referência) encolhendo-se, montando no Unicorn e saindo categoricamente da prisão. Pensem que eu curti essa magia! Curti demais os círculos mágicos, as formas simples e elegantes que fazem o show acontecer.

Haruto e Koyomi - Cenas da luta: Wizard vs Minotaurus
Quando o Phantom quebra o medalhão da Rinko é como se o desespero tomasse conta dela e a esperança evapora-se! Rinko é um Gate! Um Phantom pronto para sair de dentro dela está a caminho, mas por sorte Wizard consegue chegar a tempo e .... antes de ajudá-la de fato, ele precisa derrotar o 'Minotaurus'. Na luta não preciso nem dizer que não houve maiores dificuldades para que Wizard o derrotasse, durante a a luta também vimos ele utilizar o Land Style e o Hurricane Style, gostei de ver a mudança que o ciclo mágico tem para cada estilo diferenciado. Os sons do Wizar Driver que são irritantes e engraçados ao mesmo tempo, mas enfim... respira fundo e passa adiante. Ah, antes que esqueça que Rider Kick da hora by flamejante, lembrou um dos Riders Kicks do OOO, mas sem as chamas tomando conta do corpo...

Wizard antes de colocar um de seus anéis em Rinko-chan reforça: "Eu prometi . Devolver-lhe-ei a esperança de que tanto precisa."
Wizard mostra-se decidido em não permitir que os Phantoms voltem a nascer do desespero e falta de esperança das pessoas, ele prometeu e cumpriu, estava lá para dar esperança de novo a Rinko-Chan. Logo em seguida, déjà vu by Kamen Rider Den-O, eis o momento em que Wizard entra no corpo da Rinko-chan por meio de sua magia, ao contrário de Den-O que entra na pessoa para voltar ao passado para protegê-lo, Wizard entra para proteger uma determinada lembrança valiosa para a pessoa. E é dento da paisagem espiritual que reflete a lembrança que está para ser destruída, Wizard é atacado por um Apparation. Eis que nas sequências seguintes o déjà vu ficou por conta de Faiz com os Orphenochs, ainda com doses de OOO e Den-O... Mas, foi após Wizard dizer que "Promessa é uma promessa", e por meio de sua mágica libera um dragão... Dragão? Uhu, déjà vu... Kamen Rider Ryuuki! O Dragão precisa submeter-se a Wizard para juntos  vencerem o Apparation, e em uma fusão perfeita... Dragão e moto se unem... uma fusão? Em Kamen Rider? Muito bom o efeito especial da cena. Por fim, Rinko-chan deixa de ser uma 'Gate', ficando a salva! O meu último déjá vu foi a cena final Haruto na moto e em sua garupa a Koyomi, isso me faz lembrar de outroras mais remotas, Kamen Rider Black e Black RX quando Issamu (Kotaro) Minami leva em sua garupa Kyoko (sua irmã adotiva) - em Black - e Reiko Shiratori (amiga e possível namorada) - em Black RX. Ufa! Dessa vez, fui detalhista demais em meu ponto de vista, por meio da descrição das cenas que mais me chamaram a atenção.

Lembrei de Ryuuki nessa hora
Conclusão:

Agora, fangirl mode off, após a minha breve empolgação inicial, a estreia de Wizard foi satisfatória sim, e mesmo tendo superado em boa parte minhas expectativas, não foi uma estreia fenomenal, mas me deixou confiante e na torcida para que dessa vez a Toei não escorregue em uma casca de banana e coloque o carro na frente dos bois. A roupagem da série é boa! Os personagens ainda não se revelaram de fato quem são e como são... Mas, ao que pareceu é que Haruto e Koyomi poderão ter uma relação de irmãos, apesar de seus laços não serem consanguíneos. Mas, vejo neles o respeito, carinho e zelo um pelo outro. Em alguns momentos o que pode prejudicar a série em alguns momentos podem ser alguns preconceitos bobos... Mas, torço para que Wizard vença-os bravamente e alcance o sucesso esperado, que ele siga agradando e encantando.

Wizard é uma bela promessa - que continue assim
Sei que não será um post muito lido pelo fato da extensão do texto... longo demais, mas precisava  que fosse assim. Quem tiver a curiosidade de lê-lo até o final, meu MUITO OBRIGADA!

Meus agradecimentos especiais aos velhos e novos amigos do Grupo Tatisatsu (by Facebook) - Muito obrigada pela participação e contribuição de cada um! Muito legal mesmo! Diria que sigo ampliando os meus singelos conhecimentos sobre o tema.
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

6 comentários:

  1. eu achei esse kamen rider muito bom tomara que faça sucesso la no japao.

    ResponderExcluir
  2. Eu gostei muito do kamen rider wizard espero que ele faça muito sucesso

    ResponderExcluir
  3. Começo bem,continue bem e termine bem.

    ResponderExcluir
  4. Impressionante, dá de mil a zero nas minhas impressões, rs! Gostei que vc detalhou praticamente cada segundo do episódio. Mas esse negócio de já começar com poderes é verdade, o Rider já aparece antes nos filmes, por isso que hoje em dia não dá mais pra contar as origens do herói no episódio 01. Mas sempre fica a expectativa de um ep. que narre as origens, né?
    Bjs- Goggle Red.

    ResponderExcluir
  5. Tati seu post foi otimo como sempre continue assim

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante! Compartilhe conosco suas ideias! O Blog Tatisatsu agradece...