segunda-feira, 10 de novembro de 2014

“Ao chegar no Eigamura Uzumasa percebi que ao segurar a minha câmera fotográfica eu estava tremendo...” – Red Turbo

Entrevista com Red Turbo, CEO do Herosatsu
Tokusatsu para mim consiste na expressão artística e lúdica da vida. É o lado poético da representação cênica da luta entre o bem e o mal. Impossível para mim não amar tais séries de forma tão vibrante e apaixonante. E eis que assim como eu existem milhares de outros fãs tão apaixonados quanto ou até mais. E a partir de hoje, durante 10 dias irei apresentá-los aqui para que possam conhecê-los um pouco melhor.

Quando o Blog Tatisatsu completou um ano realizei uma maratona de entrevistas e um dos meus entrevistados naquele momento foi um amigo em comum nosso, Lanthys, e uma das frases que ele mencionou até hoje ecoa dentro de mim, ele disse o seguinte: “Tokusatsu para mim é um estilo de vida”. Hoje, 3 anos depois, para comemorar o aniversário de 4 anos do Blog, tenho o surpreendente RED TURBO, o CEO da FanPage Herosatsu, para dar largada a essa nova maratona de entrevistas, de uma fã para outros fãs.

Taty - Prezado Red Turbo, não há como não começar essa entrevista com você perguntando-lhe outra coisa se não, o que significa Tokusatsu para você?

Red Turbo - O Tokusatsu sempre esteve presente em minha vida.  Então eu só tenho a concordar com o meu velho amigo Lanthys: “TOKUSATSU PARA MIM É UM ESTILO DE VIDA!”.

Taty - O que mais o fascina no universo tokusatsu? E o que menos o realiza como tokufã?

Red Turbo – Mais fascina... Os trajes (principalmente dos heróis). A mensagem da luta constante do bem contra o mal, do que é certo e errado, do trabalho em equipe.  Menos realiza... O fato do Tokusatsu ser algo inexistente no Brasil, hoje, deixa-me bastante chateado além, da desunião entre os fãs.

Taty - Com quantos anos e qual foi a primeira série que você viu na TV? O que mais chamou a sua atenção?

Red Turbo - Quando eu tinha 7 anos de idade, tive meu primeiro contato com o gênero (Ultraman, Spectreman, Ultra Seven, O Regresso de Ultraman, Robô Gigante e Magma Taishi conhecido aqui no Brasil como: “Vingadores do Espaço”). Ver heróis e monstros gigantes lutando em meio aos prédios me deixou fascinado.

Aparência do Site Herosatsu
Taty - De que forma decidiu que deveria contribuir com o universo tokusatsu e como foi a escolha do nome do site, que hoje virou FanPage, Herosatsu?

Red Turbo - A maneira no qual achei de contribuir com o Universo Tokusatsu foi participando de salas de exibições e eventos relacionados ao gênero, coisas que na época eram bastante raras.  O nome “Herosatsu” veio da junção de Heróis do Tokusatsu.

Taty - O que o inspirou a escolher Red Turbo como apelido?
Red Turbo - Foi no ano de 1992. Consegui um VHS com 4 episódios de “Kousoku Sentai Turboranger” foi o primeiro Super Sentai inédito que assisti, daí o apelido Red Turbo.

Taty - Outro amigo nosso em comum, o Ricardols (TokuBrail/Tokusatsu.com.br/Tokucast), surpreendeu-me um tempo atrás dizendo-se que não se considerava um tokufã de verdade, pois suas preferências tratam-se apenas das séries exibidas nas décadas de 80 e 90 aqui no Brasil. Por isso, ele se alto denomina como Geração Manchete, e você? O que me diz a respeito disso?

Red Turbo - O nobre amigo Ricardols não é fã de Tokusatsu? Ele mesmo já se declarou fã das séries aqui exibidas, certo? Acho que não existe essa história de Geração Manchete ou qualquer outra emissora de TV, ou se é fã ou não. No meu ponto de vista ele é um grande fã sim e conhecedor do assunto, um exemplo disso é a sua página dedica aos heróis (abraços Ricardols).  A Rede Manchete foi de extrema importância em relação ao “BOOM do Tokusatsu no Brasil” não há como discordar disso. Mas eu já havia tido tal experiência com os Ultras clássicos e demais Henshin Heroes há alguns anos atrás quando eram exibidos no Brasil, então posso me considerar algo mais do que apenas um fã da Geração Manchete. Eu vivo o Tokusatsu antigamente, hoje e no futuro, então eu me considero um verdadeiro Toku-Fã.

Taty - Por que as séries atuais não chamam tanto a sua atenção como as séries do passado? Em sua opinião, o que falta nas séries atuais?

Red Turbo - Eu vivo dizendo que antigamente (em especial as séries dos anos 70 e 80) os caras eram heróis principalmente antes e depois da transformação, pois se transformavam apenas em último caso, era isso que diferenciava e muito as séries do passado com as atuais. As séries atuais se preocupam em mostrar hoje um “rostinho bonito” ao invés de um ator que tenha certa habilidade em cenas de ação. O uso excessivo de CG (computação gráfica) atrapalha bastante também em minha opinião.

Taty - Das principais franquias do universo tokusatsu, qual é a sua preferida e por quê?

Red Turbo - Gosto bastante dos Sentais (em especial os dos anos 80), mas não quer dizer que seja o meu gênero preferido. Eu assisto: Metal Heroes, Kamen Rider, Ultraman, Henshi Heroes... vai muito da minha inspiração. Na verdade gosto de todos de modo geral.

Taty - Das séries que assistiu qual o personagem mais o emocionou e tem infinita admiração? Por quê?
Red Turbo - Tenho um enorme carinho por três séries: “Spectreman, Jaspion e O Regresso de Ultraman”. Ambas tem estórias fantásticas e que me emocionam muito a cada vez que assisto. Destaco Spectreman pelos vilões mais carismáticos do Tokusatsu: Doutor Gori e Karaz, o final de Spectreman me emociona até hoje.

Taty - No ano passado (2013) você realizou o sonho da grande maioria dos tokufãs, viajou ao Japão e conheceu o templo mágico da Toei, o Museu, de deixar qualquer tokufã babando. Comente um pouco como foi realizar tal sonho. (Quantos dias, locais visitados, sentimentos vivenciados,...)

Bilhete de entrada do Eigamura Uzumasa - Foto Pessoal: Red Turbo
Rede Turbo - Eu costumo dizer que essa viagem foi o presente de aniversário que eu mesmo me dei. Passei 21 dias no Japão, conheci os seguintes lugares: Tóquio, Osaka, Kyoto, Nara, Seto, Nagoya, Kanazawa, Hiroshima, Yokohama, Miyajima, Takayama, Shirakawago, Kurashiki e Kobe. Mas o que posso dizer em relação ao Toei Museu Eigamura Uzumasa (em Kyoto) é o seguinte: Você entrar no Eigamura Uzumasa apenas com a curiosidade de conhecer o lugar (já que se trata de uma cidade cinematográfica) é uma coisa, agora você entrar sendo um fã de Tokusatsu é algo totalmente diferente. Lembro que quando cheguei no Eigamura Uzumasa eu comecei a tirar fotos, fazer filmagens e em determinado momento, eu percebi que ao segurar a minha câmera fotográfica eu estava tremendo, tremendo de emoção pois não acreditava que estava a alguns passos de entrar naquele lugar fantástico. Logo que entrei, dei de cara com as armaduras do: Jaspion, Spielvan, Metalder e dos B-Fighters aí a emoção bateu forte, em seguida a sessão dos Super Sentais e Kamen Riders. Lembro que parei em frente ao Change Dragon e mesmo tendo um isolamento dizendo: “Favor não Tocar”, eu toquei o capacete... aquilo foi mágico, senti um calafrio na espinha. Eu conseguia ouvir no fundo da minha alma o barulho das explosões, dos gritos de transformações dos heróis, as músicas, enfim... algo que só sendo um fã de Tokusatsu para vivenciar. Guardo até hoje o meu bilhete de entrada como lembrança.

Taty - O que mais lhe marcou nessa viagem?

Shinjuku
Red Turbo - Sabe quando você espera que algo saia 100%? Para mim saiu 200%. Tinha 3 principais objetivos: conhecer o Toei Museu Eigamura Uzumasa em Kyoto, Akihabara  (conhecido como o bairro eletrônico de Tóquio) e a loja da Mandarake (em Akihabara) famosa por ter vários itens relacionados ao Tokusatsu. Outro fato que me marcou bastante foi o fato de eu ter ficado em Shinjuku (famoso bairro de Tóquio) onde lá se encontram os maiores prédios da cidade e cenário de muitos Tokusatsu dos anos 80. Claro, comemorar meus 38 anos de idade com um bom sushi e saquê em Tóquio não é sempre (risos)...



Taty - Fale-nos um pouco do país, Japão. Se antes você já o admirava, com essa viagem esse amor ficou ainda mais vivo. Por quê?

Algumas fotos do arquivo pessoal de Red Turbo
Red Turbo - No início eu sentia certo receio, afinal ir para o outro lado do mundo sozinho causa certo desconforto. Mas a vontade de conhecer o Japão era maior que tudo, até mesmo do que encarar quase 25 horas de viagem dentro de um avião. Chegando lá (minha primeira parada foi no aeroporto de Kansai em Osaka) esse sentimento de receio passou para algo muito gostoso, confortante... na verdade alívio. Senti-me muito bem lá, fui muito bem recebido, muito bem tratado e andava perfeitamente como se já conhecesse alguns lugares. O Japão é um país extremamente organizado, limpo e seguro, o índice de criminalidade é praticamente zero. Eu andava tranquilamente pelas ruas de Tóquio tirando fotos em plena madrugada. Meus últimos 5 dias foram em Tóquio, e fiquei bastante triste em ter que voltar, foi como se eu tivesse deixado um pedaço de mim lá. Meu amor e respeito pelo Japão só fez aumentar com essa viagem. Agradeço do fundo do coração pela hospitalidade e carinho do povo japonês para comigo.

Taty - A Tokunet mudou bastante desde a sua entrada em 2001? Quais os pontos positivos e negativos você identifica nela?

Red Turbo - Os pontos positivos os amigos (a grande maioria acabei perdendo contato infelizmente), outros mantenho contato até hoje. Antigamente tínhamos pessoas que debatiam o Tokusatsu mais seriamente e isso eu sinto falta até hoje. Pontos negativos, a maneira como os fãs se dividiram (a maioria um bando de aproveitadores que só sabem piratear pela Tokunet, criticar determinado site afirmando que o seu é melhor ou pior que outro, quando na realidade não possuem nenhum conhecimento relacionado ao Tokusatsu). Outra coisa no qual eu acho inadmissível é sites que se dizem destinados ao Tokusatsu e mesmo assim assumem Power Rangers (ou qualquer outra produção da Saban ou Disney) como sendo parte do gênero. Belos fãs de Tokusatsu esses...

Taty – Entendo. E se você pudesse mudar algo na tokunet de forma geral, o que mudaria e por quê?

Red Turbo - Acabaria de vez com tudo que fosse relacionado à Power Rangers e demais produções do gênero, pode ser?

Taty - Por quê?

Red Turbo - Porque acho a maior basbaquice que já possam ter criado!

Taty - Compreendo! E respeito o seu ponto de vista! Já pensou em desistir do universo tokusatsu. Comente.

Red Turbo - Em parte eu desisti. Deixei de participar de salas de exibições e eventos a bastante tempo. Mas ainda permaneço na Tokunet (até mesmo por causa da Herosatsu) e dos amigos que fiz ao longo desses anos. Mas sempre que o tempo me permite, eu assisto uma ou outra série, assim como de uns bons anos pra cá, sempre que posso estou importando algo relacionado ao Tokusatsu.

Taty - Se você pudesse indicar 05 (cinco) séries da sua época para um tokufã da nova geração, quais seriam essas séries e por quê?
Red Turbo - Spectreman, O Regresso de Ultraman, Ultra Seven, Jaspion e Flashman.  Ambas tem personagens cativantes e a trama é sensacional.

Taty - Red Turbo por Red Turbo...

Red Turbo - Objetivo e verdadeiro. Um grande amigo, principalmente nos momentos ruins.

Taty - Quais os benefícios das séries de tokusatsu em sua vida?

Red Turbo - Séries Tokusatsu são bem mais do que simples programas de TV (infelizmente a grande maioria não vê dessa forma). O Tokusatsu me ajudou na formação do meu caráter, fez-me ter interesse em praticar esportes, artes marciais, em ter uma vida saudável. Em saber o que é certo e errado e principalmente em acreditar sempre em algo melhor. Ter sempre esperanças no futuro e acreditar que quando você quer algo, você pode! Nunca desista dos seus sonhos.

Taty - Qual sua mensagem para os leitores do Blog Tatisatsu?

Red Turbo - Primeiramente gostaria de agradecer à Tatisatsu pela honra da entrevista, és uma grande amiga e acima de tudo uma verdadeira fã e grande conhecedora do gênero. E dizer que acreditem no verdadeiro Tokusatsu, ele pode mudar sua vida... aposte nisso!


Taty - Querido Red Turbo, permita-me agradecer por sua disponibilidade e mais do que tudo amizade, contigo sigo aprendendo cada vez mais. Obrigada por nos presentear com o Herosatsu. E dizer que o estimo imensamente! Dentro do seu ponto de vista, suas atitudes o norteiam com clareza. 

FanPage Herosatsu
Página Seguinte » « Página Anterior Página inicial

3 comentários:

  1. Bela entrevista parabéns
    #vidalongaaotatisatsu
    #Herosatsuforever

    ResponderExcluir
  2. Discordando fortemente de que PR não é tokusatsu e que é a maior babaquice que ja criaram...

    ResponderExcluir
  3. Massa a entrevista.
    Em algumas coisas, vai nos mesmos ideais e ideologias que as minhas.

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário! Sua opinião é muito importante! Compartilhe conosco suas ideias! O Blog Tatisatsu agradece...